Personal tools
You are here: Home Artigos O Mundo é dos Sempistas

O Mundo é dos Sempistas

by Ricardo Bánffy last modified Nov 19, 2008 08:29 PM

Compradores sempistas e seus fantásticos computadores castrados

Eu devia imaginar

Esse negócio de cérebro grande, de manipulação simbólica e de sermos a espécie dominante do planeta não parece fazer muito sentido. Nunca pareceu, na verdade. Sempre achei que era uma encanação de adolescente que ficou para trás junto com a minha adolescência. Somos apenas macacos imberbes. O traço que mais nos separa de nossos primos nas árvores é a falta da cauda, que beneficia, principalmente, a indústria da moda e os designers de móveis.

Eu acabei de ler, por indicação de um amigo, um artigo em que a Positivo diz que 3 vezes mais micros com Windows Starter Edition foram vendidos do que o modelo deles com Linux.

Sempistas

Segundo a revista Macmania, a palavra "sempista" vem do inglês "clueless" e designa alguém que não manja nem nunca vai manjar de algum assunto. Jamais é usado como elogio.

E comprar um Windows Starter Edition é coisa de sempista.

É tão idiota quanto comprar um carro 1000 com um câmbio que só tem primeira, segunda e terceira. Sem ré. Ah... Sem banco do passageiro (pra só caber 3 pessoas) e com a tampa do porta-malas soldada (pra você não poder usá-lo, ainda que ele esteja lá). O tanque tem 60 litros, mas despejaram 30 litros de concreto nele, pra que você não possa enchê-lo completamente.

Quem em sã consciência vai pagar por um sistema operacional que abre 3 programas por vez? Abre o MSN, o IE e mais um. Pronto. Não deve dar nem pra abrir a calculadora se tiver um texto aberto. Quem compraria um computador castrado desse jeito?

Pra que serve um computador assim?

A tragédia para esses infelizes compradores é que eles tinham uma opção muito melhor e bem mais barata: a própria Positivo faz um computador muito parecido com programas que não tem essas limitações imbecis.

Tá bom. Eu estou ficando previsível. Esse micro vem com Linux.

Tem muitos micros por aí, parte do programa "PC para o Povo" ou não, que vêm com Linux em vez de Windows. Estava vendo outro dia, em alguma loja que anuncia em programas de TV, notebooks até bem competentes, que estavam rodando Linux. O Wal-Mart, nos EUA, vende micros com Linux já configurado. Eles vêm com o sistema operacional, um monte de joguinhos, um navegador de web, o OpenOffice, drivers para quase qualquer impressora e mais um monte de outras coisas.

E são micros que, como já vêm configurados, simplesmente funcionam. De longe, a maior dor-de-cabeça com um Linux é fazer tudo funcionar - wireless, som, vídeo, DVD. Quando a coisa vem pronta da fábrica, isso não existe. Assim, ele fica tão fácil de usar quanto um Windows, vêm com um monte de programas que, com o Windows, você teria que comprar à parte (nem que seja no camelô, mas isso é crime, já falei) e que é, de quebra, tão seguro e estável quanto qualquer Macintosh.

Mau Negócio

Isso quer dizer que, por menos do que pagaram, mais de 29 mil famílias teriam um computador mais versátil e poderoso, sem a limitação estúpida das 3 janelas. Por menos do que pagaram pelo carro com câmbio de 3 marchas, sem banco, tanque concretado e porta-malas soldado, eles podiam ter comprado um modelo bem parecido sem qualquer uma dessas "simplificações". Isso fica ainda pior sabendo que esses computadores estão sendo vendidos principalmente a famílias de baixa-renda, que têm, eu imagino, mais dificuldades de se recuperar de maus negócios.

E 29 mil e trezentas famílias fizeram um péssimo negócio.

Este artigo também está disponível aqui.

© Ricardo L. A. Bánffy