Personal tools
You are here: Home Blog (português) Restaurando um clássico

Restaurando um clássico

Posted by Ricardo Bánffy at Jun 10, 2011 12:20 PM |

Restaurando um clássico

O ED, pronto para bootar

Um dos integrantes da minha Coleção de Computadores Interessantes é um Spectrum ED. O ED era um computador compatível com Apple IIe, com algumas diferenças interessantes (nem sempre convenientes) no hardware. Foi feito pela Spectrum (uma empresa da Scopus) em 86 e era uma máquina muito simpática. Ao contrário da maioria dos Apple IIs, ela tinha um teclado externo (muito bom, diga-se de passagem) e um floppy disk embutido no gabinete. O teclado se liga à motherboard através de um conector DIN de 5 pinos. O monitor, de 10", era bem compacto e funciona em outros computadores por usar uma saída de vídeo-composto.

O meu Spectrum ED

Dano no floppyEssa unidade tem dois defeitos, um identificado, outro não. O defeito identificado é no floppy - alguns capacitores explodiram quando o computador foi ligado. Isso é fácil de arrumar, mesmo que a solução seja colocar outro drive de Apple II dentro da unidade. O outro problema, mais sério, pode tanto ser no teclado, quando na placa-mãe. O LED de reset do teclado não acende quando a unidade é ligada, nenhum sinal do teclado é entendido pelo computador. Acionar o reset pelo teclado não coloca o computador no interpretador BASIC. Não consegui fazer mais testes por hora por conta disso.

Tentando diagnosticar o problema do teclado

O problema mais importante é mesmo o teclado. Um Apple II com uma placa CFFA pode funcionar (não sei como fica com esse computador que tem controlador de floppy na motherboard - pode ser que eu precise de mais do que uma placa genérica), mas um Apple II sem teclado não é particularmente útil, nem mesmo para os padrões de vintage computing.

Para diagnosticar o teclado, eu precisei fazer uma paça pra me deixar pendurar um multímetro (se alguém tiver um osciloscópio sobrando, meu aniversário é em março) ou uma barra de LEDs para ver o que está passando, se tiver alguma coisa passando. A peça é simples - uma placa com conectores, cablo flat e um par macho-fêmea de conectores DIN. Não é particularmente bonita, mas funciona bem.DIN breakout

Uma vez ligada ao computador, eu pude mapear alguns dos sinais que estavam vindo da motherboard e tentar entender como funciona o conector do teclado. Infelizmente, ligando o computador e o teclado na placa e monitorando os sinais (eu liguei uma barra de LEDs para poder visualizar se havia alguma atividade no barramento - não é à toa que esse site tem o nome que tem), mas sem nenhum sucesso. Pode ser que o computador esteja sinalizando algo estranho para o teclado, que o teclado não esteja dizendo algo que o computador espera e que, nessa situação, os dois, simplesmente, não digam nada um pro outro.

Próximos passos

Antes de qualquer coisa, eu preciso descobrir o problema do teclado. Alguns sinais da motherboard parecem estranhos (tem mais Vccs do que deveria, pelo mapeamento do conector pelo lado do teclado) e pode ser que um problema na motherboard tenha danificado o 7404 do teclado (e isso é um risco, porque seu eu plugar um teclado de ED -ou de Micro-Engenho II - funcionando ele pode acabar queimado). A primeira coisa a fazer é mapear a interface com o teclado na motherboard (que deve ser algo interessante, convertendo um sinal serial na conexão paralela que o Apple II deve esperar. Numa inspeção visual (há fotos aqui), não encontrei nada do que eu esperaria em um computador dessa idade, o que é uma pena - se o problema fosse um componente visivelmente danificado, o processo seria muito mais simples.

Outra alternativa seria testar o teclado isoladamente. Para isso eu posso montar uma fonte de alimentação em um conector DIN e alimentar o teclado pelos sinais que eu identifiquei (traçando a alimentação do 8031 até o conector) e verificar como ele se comporta sem o computador ligado a ele. Não tomei nenhuam decisão quanto a isso. Talvez tente os dois, dependendo de quanto tempo livre eu tiver no fim-de-semana.